Praia naturista - Associação Pensamentos ao Vento

Go to content

Main menu:

Os Convívios de praia da Associação Pensamentos ao Vento servem essencialmente para promover o convívio entre os participantes, o descanso e, sempre que possível, proporcionar atividades de lazer, o participante decide.
Disco (frisbee), Petanca, tração (jogo da corda), corridas de sacos, e outros que se possam desenvolver, sem grande logística, no areal e que promovam o contacto entre todos numa competição desportiva de lazer, apenas pelo prazer de praticar desporto com todos os benefícios que tal atividade nos proporciona, são as atividades de eleição para estes encontros de praia. No entanto, pode optar pelo simples descanso.
Todos estes convívios de praia serão levados a cabo, preferencialmente, em contexto naturista, em praias oficiais ou em outras onde seja usual a prática do naturismo.
Apesar de serem em contexto naturista, encontram-se abertos aos que, mesmo não estando à vontade com a própria nudez, mas a quem a nudez alheia não constringe, se queiram juntar. Quem sabe, aos poucos, a sua reserva com a própria nudez de dissipa e deixará de gastar dinheiro em pedaços de tecido para cobrir partes ditas íntimas mas que são apenas mais um pedaço de corpo.
O jogo do disco consiste, basicamente, em lançar o frisbee a um companheiro que o deve apanhar no ar.
Frisbee é um objeto em forma de disco, normalmente feito de plástico com diâmetro entre 20 a 25 centímetros. O seu formato permite o voo quando lançado em rotação e foi criado por Fred Morrison, que chamou ao seu novo brinquedo Pluto Platter, tendo-o rebatizado posteriormente como Frisbee e produziu mais de 200 milhões de unidades.
Oficialmente, este jogo é mais complexo e jogado num campo de dimensões adequadas com marcações, onde o objetivo é fazer chegar o frisbee, sem cair ao chão, à zona de marcação do adversário, passando o disco entre os elementos da equipa.
Jogo de raquete e volante desenvolvido em meados do século XIX entre os britânicos como uma variante do jogo anterior do "battledore". "Battledore" era um termo antigo para raquete. A origem exata deste desporto permanece obscura. Jogado um contra um ou a pares é facilmente adaptável para a praia. O volante oficial de badminton tem 16 penas de ganso e pesa apenas 6 gramas.bO objetivo do jogo é fazer o volante tocar no campo adversário, marcando um ponto. Se deixar o volante cair dentro do seu lado do campo, ou o rebater fora do campo, o adversário ganha o ponto. Os pontos são corridos e o primeiro jogador a atingir 21 pontos ganha o jogo sendo necessário ter pelo menso mais 2 pontos que o adversário. O jogo pode chegar, no máximo, aos 30 pontos. Caso os jogadores empatem em 29 a 29, o jogo termina com o ponto dourado.
Num terreno plano e livre de obstáculos, duas equipas com forças equivalentes, seguram, uma de cada lado e à mesma distância do meio, uma corda. Entre as equipas, antes de começar o jogo, traça-se uma linha no chão. O jogo consiste em cada equipa puxar a corda para o seu lado, ganhando aquela que conseguir arrastar a outra até o primeiro jogador ultrapassar a marca no chão. É também atribuída a derrota a uma equipa se os seus elementos caírem ou largarem a corda. Não é permitido enrolar a corda no corpo ou fazer buracos no solo para fincar os pés.
A Petanca é um jogo de origem francesa, criado no princípio do século XX e o seu nome deriva da expressão pieds tanqués, que significa pés juntos.
É uma atividade de grupo, que se pratica em equipas de número variável de jogadores: triplas (3X3, com 2 bolas cada um); duplas (2X2, com 3 bolas cada um); individualmente (1X1, com 3 bolas cada um). O jogo consiste no lançamento de uma série de bolas metálicas, com o objetivo de ficar o mais próximo possível de uma pequena bola de madeira (cochonette).
É um desporto simples mas que exercita as capacidades mentais e físicas muito para além das exigidas num passatempo banal. Os praticantes desenvolvem concentração, habilidade, inteligência, paciência, estratégia e resistência muscular.
Basicamente uma corrida com os pés enfiados num saco que permita ao participante agarrar no topo. É marcado um percurso no chão com uma linha de partida e uma meta ou um ponto de retorno à linha de partida. Todos os concorrentes colocam-se atrás da linha de partida. Ao sinal de partida, cada um entra para dentro do seu saco, segura as abas com as mãos e desloca-se em direção à meta. Ganha aquele que chegar primeiro.
Existem diversas variantes a este jogo, é só puxar pela imaginação e saber saltar...
Back to content | Back to main menu